Cirurgia Pélvica Minimamente Invasiva

img-cirurgia-pelvica

A cirurgia minimamente invasiva consiste no uso de técnicas e instrumentais cirúrgicos específicos que permitem ao mesmo tempo maior precisão operatória e menor traumatismo, reduzindo o desconforto pós-operatório e permitindo a recuperação mais rápida do paciente.

No campo da cirurgia pélvica especificamente, destacam-se a laparoscopia e a cirurgia vaginal. Durante a laparoscopia o abdômen é inflado com gás carbônico e são realizadas 3 a 4 incisões de 0,5 a 2 centímetros de extensão cada. Por uma delas é inserida uma micro câmera que permite a visualização dos órgãos e estruturas abdominais com grande definição e aumento. Pelas outras incisões são inseridas pequenas pinças delicadas para a realização da cirurgia propriamente dita.

Devido ao aumento proporcionado pela câmera, é possível a remoção de doenças que dificilmente seriam percebidas a olho nu, com a preservação de estruturas nobres como vasos sanguíneos e nervos. Outra vantagem é que a cirurgia pode ser filmada e gravada em DVD ou fita para posterior análise.