10 dicas para as grávidas

RECEBA NOSSOS PRÓXIMOS
CONTEÚDOS EXCLUSIVOS:

    Compartilhe este post

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on whatsapp

    Hoje queria dar 10 dicas para as grávidas, pois ouço tantos comentários como ‘puxa, se soubesse disso antes’, então achei interessante, baseada na minha experiência, fazer uma listinha com 10 dicas que eu recomendo procurar fazer ainda durante a sua gestação:

    1- Não tenha receio de perguntar ao seu médico! Nessa fase você vai ter muitas e muitas dúvidas, e ninguém melhor para respondê-las do que o seu obstetra. Sugiro anotar uma listinha, para não esquecer de nada entre uma consulta e outra.

    2- Aprenda a lidar com seus medos! Na gestação passamos por uma fase cheia de medos e inseguranças, medo de perder, medo de ter algum problema, medo do parto, medo de não conseguir dar conta ou não ser uma boa mãe… Enfim, acho que é importante nessa fase é aprender a lidar com esses sentimentos, sem deixá-los atrapalhar essa fase tão linda.

    3- Passa muito rápido, aproveite! A gravidez passa ‘voando’, como dizia a minha avó, aproveite essa fase, curta muito sua barriga e cada semana de gestação, depois você vai morrer de saudades do seu barrigão. 🙂

    4- Não se influencie por histórias e conselhos! Na gestação a gente ouve de tudo, ‘a prima da minha amiga, teve um parto assim ou assado!’, ‘Você não pode acostumar o bebê no colo! ’. Cada gestação é única, cada parto é único e a mãe é você, então esteja preparada para ouvir de tudo, mas deixe entrar por um ouvido e sair pelo outro, principalmente quando o assunto é parto. Se você tem dúvida ou receio sobre algum assunto, pergunte ao seu médico e futuramente ao pediatra do bebê, eles devem ser seus melhores conselheiros.

    5- Converse com seu marido sobre tudo! A chegada do bebê tende a mudar muito a vida do casal e o relacionamento, a melhor dica é que vocês conversem e estejam preparados como casal. Falem sobre seus medos, sobre o que muda, sobre as dificuldades, sobre a maternidade e a paternidade, quanto vocês estiverem em sintonia, melhor e mais tranquila será essa fase tão linda que se aproxima.

    6- Se hidrate! Muita água e hidratação da pele desde o início da gestação, mesmo antes da barriga começar a crescer, além de ser bom para saúde vai ajudar a evitar estrias.

    7- Se informe sobre a depressão pós-parto! Esse item é um que precisava ter feito na minha gestação, não que vá acontecer com você, mas é importante entender o que se sente, como é, para, se for o caso, buscar ajuda. Eu sempre achei que podia resolver sozinha, que era uma fase, só que infelizmente não foi e se eu tivesse me informado mais a respeito, com certeza teria buscado ajuda antes e não teria agravado tanto meu quadro de DPP.

    8- Aproveite mais momentos a dois! Vem por aí uma fase de grande adaptação com a chegada do bebê, é bem difícil não ser mãe em tempo integral, principalmente nos primeiros meses. Então procurem aproveitar um pouco e curtir mais momentos para vocês dois!

    9- Registre sua gravidez! Como eu disse acima, essa fase passa muito rápido e vale muito registrar cada momento, desde aquela 1a sem barriga nenhuma, até aquele barrigão de 9 meses. E sem essa de ‘estou gorda’, mulher grávida é linda! Depois seu filho (a) vai adorar ver e rever as fotos dele(a) na barriga da mamãe e você tb vai poder matar um pouquinho das saudades do barrigão 🙂

    10- Planeje seu pós-parto! Pense como serão os primeiros dias e meses com o bebê em casa. Quem vai ajudar você no começo?! Sim, é bem importante ter alguém que ajude e auxilie você, principalmente nos primeiros dias, por mais que você ache que vai dar conta, ter alguém que possa fazer uma refeição, correr para comprar uma coisa num supermercado, arrumar alguma coisa na casa ou mesmo ficar uns minutos com o bebê para você poder tomar um banho, pode parecer pouco, mas ajuda tanto, que você não faz ideia. Aliás, se tiver outro filho, está na minha lista de prioridades contratar uma pessoa para me ajudar nos primeiros meses, nem que seja meio-turno, porque por mais que se tenha o marido ou alguém que ajuda esporadicamente, ter alguém com quem contar sempre, a meu ver é um investimento bem feito.

     Ale-Nunes-150x1502

    Alê Nunes, mãe e blogueira

    Para ler

    Em seguida