Afinal, o que é Infertilidade?

RECEBA NOSSOS PRÓXIMOS
CONTEÚDOS EXCLUSIVOS:

    Compartilhe este post

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on whatsapp

    A infertilidade pode ser definida como a incapacidade de engravidar depois de alguns meses de tentativas sem o uso de contraceptivos, sendo que que as chances de concepção variam de acordo com a idade de cada casal.

    Geralmente, um casal normal leva, em média de 3 a 6 meses para engravidar. Mas o que é um casal normal? Cada casal tem cerca de 20% de chance de engravidar em cada mês. O casal mais jovem, ou seja, mulheres até os 34 anos e homens com espermograma normal, possuem mais chances de engravidar.

    A qualidade ovular de mulheres acima de 34 anos costuma interferir no sucesso em se obter uma gestação, mas não existe uma regra fixa ou período exato para denominar se um casal é ou não infértil. Costuma-se dizer que, depois de 12 meses de tentativas, o casal deve procurar ajuda médica. Este limite de tempo é importante, mas não deve ser generalizado. Mulheres com 35 anos ou mais podem e devem procurar ajuda antes. Para homens e mulheres com problemas, como menstruações irregulares, síndrome dos ovários policísticos (SOP) , endometriose, fatores tubáreo , uterino e ovulatório, varicocele, entre outros, a procura por um especialista deve ser feita após os primeiros 6 meses de tentativas sem sucesso. Nem sempre será indicado um tratamento logo de início, mas certamente o aconselhamento para este grupo de pessoas será muito importante.

    Atualmente, grande parte das mulheres pensa em engravidar somente após a conquista do sucesso profissional que, geralmente, ocorre acima dos 34 anos. Nesta idade, as mulheres são jovens e estão com a saúde em perfeito estado porém, para engravidar, essa idade está acima do que consideramos ideal. A gravidez tardia, isto é, após os 35 anos, tem se tornado cada vez mais comum e, com isso, o congelamento de óvulos tem se tornado uma grande opção de preservação da fertilidade para estas mulheres. Além disso, cresce anualmente a quantidade de casos de ovodoação, uma opção para situações que envolvem desde mulheres com problemas genéticos, às questões ligadas à falência ovariana geralmente associada à idade da mulher.

    Saiba mais em: www.infertilidade.com.br

    Para ler

    Em seguida