Ai, os sintomas! Será que é gravidez?!

RECEBA NOSSOS PRÓXIMOS
CONTEÚDOS EXCLUSIVOS:

    Compartilhe este post

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on whatsapp

    Para quem está tentando engravidar, com certeza já se encheu de esperanças porque sentiu isso ou aquilo, achando que era sinal de gravidez e, logo em seguida, uma decepção: a menstruação desceu. Muitas e muitas vezes, passei por isso! É uma grande frustração, não é?! Pois é, com a experiência a gente aprende que a pior coisa é ficar se apegando a sintomas.

    Nessa fase, nós, mulheres, ficamos completamente atentas a tudo que sentimos, para tentar identificar período fértil e, claro, algum sintoma que nos indique que conseguimos. E, nessas horas, acreditem, nossa cabeça ‘age contra’, como eu gosto de falar, pois toda essa atenção faz a gente perceber muitas coisas que até aconteciam antes, mas só nessa fase percebemos e já achamos que é sintoma de gravidez, além da grande ansiedade, que pode causar sintomas psicológicos.

    Mas afinal, quando é sintoma de gravidez?! Muito complicado tirar conclusões por sintomas que sentimos, pois todos eles, geralmente, são causados por alterações hormonais, que podem acontecer na gravidez, mas também em várias outras situações, como no período pré-menstrual. Você sente dor ou sensibilidade nos seios, sono, enjoo, dores, desejos, umidade,… Infelizmente cada um desses sintomas tem, pelo menos, outros 2 ou 3 motivos que não são gravidez.

    Calma, minha ideia aqui não é desanimar ninguém, mas tentar mostrar uma realidade, que pode trazer muito mais ansiedade e frustração nesta fase em que já nos sentimos tão sensíveis. Então, amiga, o melhor sintoma para uma ‘tentante’ é o atraso menstrual. Esse, sim, é um bom indício. Veja bem, indício, não certeza! Sintomas de gestação mesmo, segundo os médicos, começam a aparecer por volta de 5 ou 6 semanas de gravidez, ou seja, seriam pelo menos uma ou duas semanas de atraso menstrual.

    É, meninas, vida de tentante não é nada fácil mesmo! Então, meu conselho é: procure não se apegar a sintomas, por mais difícil que seja, resista a essa tentação e, em caso de dúvida e/ou falta de menstruação, faça um teste de gravidez e procure logo seu médico.

    Alê Nunes, mãe e blogueira.

    Para ler

    Em seguida