Checklist: Será que a FIV é para mim

RECEBA NOSSOS PRÓXIMOS
CONTEÚDOS EXCLUSIVOS:

    Compartilhe este post

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on whatsapp

    A Fertilização In Vitro (FIV) é uma das técnicas mais procuradas de reprodução assistida, afinal é a que promete maior chance de sucesso, cerca de 40%.

    Mas, ainda que seja um tratamento bastante promissor, a chance de gravidez não é 100% e você pode precisar fazer mais de uma tentativa para conseguir engravidar o que pode gerar desgaste psicológico e financeiro, principalmente quando consideramos o alto valor de investimento.

    Portanto, se você tem alguma dúvida se deve ou não realizar este procedimento, este texto é para você!

    Aqui, vamos apresentar os perfis de pacientes da FIV, os 10 indicadores para saber se esse procedimento é para você e em quais casos ele é a única opção.

    Continue a leitura!

    Quais são os perfis de pacientes da FIV?

    A Fertilização In Vitro pode tornar realidade o sonho de constituir uma família e vem sendo cada vez mais procurada, só ano de 2018 apresentou um aumento de 18% no número de tratamentos realizados.

    Com tantas pessoas interessadas, o perfil dos pacientes é bastante diverso.

    A maioria são casais heterossexuais com diagnóstico de infertilidade por diversas razões. Mas, o procedimento não se limita a esse público e também atende igualmente casais homoafetivos masculinos e femininos.

    Além disso, a Fertilização In Vitro beneficia mulheres que desejam uma produção independente, ou seja, que querem ter um filho sem que haja uma figura masculina presente.

    Em quais casos a FIV é única opção

    Existem alguns casos em que apenas a Fertilização In Vitro é eficaz, justamente por ser a técnica que oferece maior taxa de sucesso.

    Vamos conhecê-los agora!

    Obstrução das tubas uterinas

    Em condições naturais, a concepção ocorre nas tubas uterinas, dessa forma, o espermatozoide precisa “nadar” até essa estrutura, encontrar o óvulo para, assim, poder fecundá-lo.

    Portanto, caso a mulher possua alguma obstrução nas tubas, a concepção fica inviabilizada.

    No tratamento de Fertilização In Vitro o óvulo é fecundado fora do corpo da mulher, em laboratório, e, posteriormente, o embrião é transferido para o útero contornando o problema da obstrução.

    Infertilidade masculina

    Ao contrário do que muitos pensam, os homens também são responsáveis por falhas na concepção, correspondendo a 40% dos casos.

    Existem vários quadros de disfunção reprodutiva no homem, o mais grave é a azoospermia, quando não há espermatozoides no sêmen ejaculado. Também pode ser caso de baixa qualidade ou motilidade dos gametas.

    Na FIV é possível solucionar esse problema, pois os gametas são coletados e a fecundação ocorre no laboratório.

    Casais homoafetivos masculinos

    Os companheiros homens que desejam ter um filho só podem contar com a Fertilização In Vitro, diferente das mulheres que podem optar entre a FIV ou a Inseminação Artificial.

    Para tornar possível a realização do procedimento, é necessário recorrer ao útero de substituição, conhecido antigamente por barriga de aluguel com o uso do óvulo de uma doadora.

    Falhas de outras técnicas de reprodução assistida

    A medicina reprodutiva oferece outras opções, menos complexas do que a FIV, como a Inseminação Artificial e o coito programado. Quando esses métodos falham repetidas vezes, é indicada a Fertilização In Vitro. Quanto mais opções você assinalar maiores as chances de precisar fazer uma FIV!

    10 indicadores para saber se a FIV é para mim

    Vamos fazer uma espécie de checklist agora, ok? Você marca quantos indicadores batem com o seu perfil, assim consegue visualizar se a Fertilização In Vitro é para você!

    • Tenho 35 anos ou mais e estou tentando engravidar há pelo menos 6 meses;

    • Faço parte de um casal homoafetivo;

    • Desejo ter um filho sem estar em um relacionamento;

    • Estou tentando ter um filho há mais de um ano;

    • Tenho endometriose;

    • Tenho distúrbios hormonais;

    • Meu/Minha parceiro/a foi diagnosticado/a com infertilidade;

    • Casos de laqueadura/vasectomia;

    • Já passei por abortos de repetição;

    • Já realizei outros tratamentos de reprodução assistida sem sucesso.

    Todas essas situações são indicativos que a FIV pode ser benéfica para o seu caso, diante disso, é importante conversar com um médico!

    Não deixe de agendar uma consulta para saber mais sobre a sua condição

    Se convenceu de que a Fertilização In Vitro pode ser benéfica para você ou ainda restam dúvidas?

    Bom, seja qual for o caso, a melhor coisa a se fazer é marcar uma consulta com um especialista em reprodução humana assistida. Afinal, o médico, com os seus exames em mãos, conseguirá validar a sua resposta!

    Mas, lembre-se de realizar a sua consulta em uma clínica referência na área  de reprodução assistida. A qualificação da equipe médica é essencial para um diagnóstico adequado e para que o procedimento da FIV seja bem sucedido!

    Para saber como escolher uma clínica de reprodução assistida, confira o artigo no nosso blog! Nos acompanhe também nas redes sociais, estamos no Instagram, Facebook e YouTube!

    Para ler

    Em seguida