Varicocele e Infertilidade

RECEBA NOSSOS PRÓXIMOS
CONTEÚDOS EXCLUSIVOS:

    Compartilhe este post

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on whatsapp

    LVR-poetry-I-am-proud-to-be-my-dads-son-Father-and-son-happy-fathers-dayVaricocele são veias anormalmente dilatadas no plexo pampiniforme identificadas no escroto, que normalmente é secundária ao refluxo na veia espermática interna.

    A varicocele é detectada em 15 % da população masculina , 35 % dos homens com infertilidade primária e em até 80% dos homens com infertilidade secundária (já tiveram filho com a mesma parceira) . Estudos têm mostrado que a varicocele provoca lesões ao epitélio seminífero e função testicular ao longo do tempo . O mecanismo fisiopatológico mais provável é uma elevação de temperatura devido ao refluxo e estase venosa.

    O tratamento cirúrgico com maiores taxas de sucesso e com melhora dos parâmetros seminais é a cirurgia microscópica. O uso de um microscópio permite a identificação dos vasos linfáticos , veias espermáticas e a artéria ou artérias testiculares de modo que a incidência de complicações são reduzidas significativamente . Através de uma pequena incisão subinguinal é possível um acesso visual direto a todas as veias possíveis de drenagem testicular.

    No geral, os resultados mostram uma melhora dos parâmetros seminais em 60% a 80% dos homens e as taxas de gravidez de 20% a 60%. Usando a abordagem subinguinal microscópica, observa-se uma taxa de gravidez de 69% em dois anos de pós-operatório quando os fatores de infertilidade feminina foram excluídos.

    Além disso, a varicocelectomia pode ainda ser eficaz em homens com azoospermia (ausência de espermatozoides).

    Para ler

    Em seguida