Já ouviu falar em Nidação? Entenda o que é, como acontece e quais os sintomas.

RECEBA NOSSOS PRÓXIMOS
CONTEÚDOS EXCLUSIVOS:

    Compartilhe este post

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on whatsapp

    Oi, meninas! Vou escrever um pouco sobre a nidação, pois muitas mulheres têm dúvidas, não sabem o que é e nem como ocorre.

    Após a fecundação nas trompas, o óvulo fecundado inicia um deslocamento lento para chegar até o útero. Chegando lá, ele precisa se fixar para que a gravidez possa evoluir. E esse processo de fixação chama-se nidação. Esse processo de deslocamento das trompas ao útero pode levar, em média, entre 4 a 15 dias. Quando o embrião chega ao útero, o endométrio, membrana que reveste a parte interna do útero, precisa estar preparado para recebê-lo, por isso ele é fundamental para que ocorra a nidação.

    Só após a nidação é que o corpo inicia a produção do HCG (Hormônio Coriônico Gonadotrófico), hormônio que indica que você está grávida. Por isso, é importante aguardar o atraso menstrual para fazer um teste de gravidez. Antes disso, o exame pode não marcar, não detectar uma quantidade de HCG no sangue suficiente para indicar gravidez.

    Quanto aos sintomas, a nidação pode ser perceptível ou não, podem ocorrer cólicas leves, pequenos sangramentos – sangue escuro, vivo ou bem claro -, ou ainda um corrimento escuro ou caramelo, podendo ocorrer uma única vez, ou várias vezes, geralmente, em pouca quantidade.

    Quanto à minha experiência pessoal, a minha nidação na primeira gestação foi assim: uns dias antes do dia em que era para descer a menstruação, senti cólicas fraquinhas, que iam e vinham. No dia que era para descer, veio apenas 2 pingos de sangue bem escuro e mais nada. Nos outros 3 dias, desceu apenas um corrimento clarinho, o que eu chamo de cor caramelo, bem pouquinho e só vinha pela manhã, depois nada. Já na 2ª gravidez, não tive nenhum corrimento ou sangramento, só desconfiei pelo atraso da menstruação mesmo.

    Alê Nunes, mãe e blogueira.

     

    Para ler

    Em seguida