Vilões da Fertilidade: Endometriose

RECEBA NOSSOS PRÓXIMOS
CONTEÚDOS EXCLUSIVOS:

    Compartilhe este post

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on whatsapp

    A endometriose é um dos grandes vilões da fertilidade para as mulheres. Essa doença, que pode ser silenciosa e causar infertilidade, acomete entre 10% e 15% das brasileiras em idade fértil. Em mulheres inférteis, estima-se que, aproximadamente, 50% tenha endometriose. Esse elevado número fez com que a quantidade de pesquisas sobre o assunto crescesse muito na última década, melhorando os tratamentos disponíveis. ⁣

    A endometriose é uma doença caracterizada pela presença de tecido endometrial fora da cavidade uterina, podendo acometer ovários, bexiga, tubas uterinas, vagina, entre outros órgãos, e pode apresentar vários graus de acometimento. ⁣

    Para fazer o diagnóstico, a consulta com um especialista é fundamental. Durante a avaliação, dados clínicos, sinais e sintomas serão investigados, além de exames específicos devem ser solicitados como a ultrassonografia transvaginal e/ou a ressonância magnética, ambas com preparo intestinal. ⁣

    A endometriose afeta a fertilidade feminina quando causa alterações tubárias que dificultam os espermatozoides de fecundarem os óvulos dentro das tubas, além de alterações hormonais e diminuição da receptividade uterina para a gestação. ⁣

    Apesar da endometriose não ser sinônimo de infertilidade, é fundamental consultar seu médico se houver suspeita da doença e presença de sintomas como cólicas fortes e persistentes durante ou fora do período menstruação, dores durante a relação sexual ou ao evacuar e urinar no período menstrual, para que seja avaliada a melhor forma de tratamento da doença e se há repercussões que afetem a sua fertilidade.⁣

    #PraTodosVerem: A imagem traz a ilustração de um útero com expressão negativa e o título Vilões da Fertilidade: Endometriose⁣

    Para ler

    Em seguida