Planejamento Financeiro: Quanto Custa Manter os Óvulos Congelados?

RECEBA NOSSOS PRÓXIMOS
CONTEÚDOS EXCLUSIVOS:

    Compartilhe este post

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on whatsapp

    Quanto custa manter os óvulos congelados? Esta é uma pergunta que certamente passa pela mente de mulheres que desejam ou necessitam retardar o sonho de serem mães e ainda assim planejam engravidar no futuro.

    Seja por necessidade relacionada à saúde ou por opção pessoal e profissional, postergar a gravidez é uma excelente solução para aquelas que querem aproveitar mais a juventude, e ainda assim resguardar a possibilidade de gestar.

    Nesse sentido, a criopreservação é uma boa alternativa, porém envolve alguns custos.

    Se você deseja saber quais as etapas desse procedimento e quais os investimentos envolvidos, continue a leitura! Vamos explicar tudo o que deve entrar no planejamento financeiro da mulher que deseja congelar os óvulos.

    Quanto custa manter os óvulos congelados? Etapas do congelamento, manutenção e outros detalhes

    Antes de responder essa questão, é importante compreender detalhadamente o procedimento, e tudo começa com a realização de exames para detectar a reserva ou quantidade de óvulos e se há alguma doença que pode comprometer a qualidade dos óvulos.

    Após essa avaliação, é realizado o tratamento de estimulação ovariana para induzir o desenvolvimento dos folículos ovarianos. Esse procedimento dura cerca de duas semanas com acompanhamento médico. No período fértil da mulher é realizada a extração dos óvulos.

    Para isso, é realizado um procedimento chamado punção ovariana, ou aspiração dos folículos ovarianos. Ele é realizado em centro cirúrgico, com anestesia e sedação leve utilizando uma agulha acoplada a um ultrassom, que guia o processo.

    Após a retirada, os óvulos permanecem cerca de duas horas incubados em laboratório para que a sua maturação se complete.

    Depois, os gametas são tratados com uma solução crioprotetora, que além de desidratar a célula, também conserva as estruturas internas e evita a formação de cristais de gelo. Essa etapa é chamada de vitrificação.

    Finalizado esse processo, os óvulos são criopreservados em nitrogênio líquido, e em minutos chegam à temperatura de -196 °C.

    Como você pode perceber, é um processo bastante complexo que inclui diversas etapas, e isso deve ser considerado ao se perguntar quanto custa manter os óvulos congelados.

    Etapas do congelamento de óvulos que envolvem gastos

    Além de ser um procedimento repleto de etapas, a criopreservação de gametas necessita de recursos e equipamentos de ponta.

    A primeira etapa inclui gastos relacionados ao tratamento de estimulação ovariana, que é feito à base de medicamentos hormonais. Além do fármaco em si, há o custo do controle de desenvolvimento dos folículos ovarianos, que são feitos por meio de ultrassom seriado, em média 3 a 5 exames.

    A segunda etapa do tratamento, relacionada à coleta do material biológico, também envolve investimento financeiro.

    Como o procedimento é feito em centro cirúrgico, com anestesia, há o valor dos insumos e equipamentos envolvidos, além do corpo clínico que é composto por médicos, enfermeiros, anestesista e diversos técnicos.

    A terceira etapa, que diz respeito à maturação, ao tratamento e ao congelamento dos óvulos, também necessita de uma série de materiais laboratoriais e é feita por um profissional especializado, o embriologista.

    A quarta e última etapa que compõe o orçamento da criopreservação de gametas, é a taxa de manutenção. Esse valor é pago para viabilizar a preservação no tanque de nitrogênio líquido, que não é um congelador comum.

    Como apresentamos aqui, todo o procedimento é bastante complexo, envolve vários fatores e etapas, por isso, o valor não é baixo.

    Portanto, ressaltamos: é muito importante realizar um planejamento financeiro eficiente para colocar esse plano em prática!

    Quanto custa manter os óvulos congelados: outros detalhes importantes

    Antes de se preocupar com quanto custa manter os óvulos congelados, o mais importante é compreender os benefícios que esse procedimento irá trazer para a sua vida e para o seu planejamento familiar.

    A criopreservação fornece a liberdade da possibilidade de ser mãe na hora que a mulher bem desejar, podendo inclusive fazê-lo de forma independente, se essa for a sua vontade.

    Além disso, não existe um prazo de validade para os óvulos congelados, eles podem ser utilizados em qualquer etapa da vida, apenas com a ressalva de que é interessante utilizá-los até os 50 anos, pois após isso a gravidez é considerada de muito risco.

    Vale lembrar também que a taxa de sucesso de uma gestação de óvulos criopreservados varia de acordo com a idade em que ocorreu o congelamento. Assim, se for realizado até os 35 anos da mulher, a chance de uma gravidez bem-sucedida são as melhores possíveis, sendo que essa chances vai caindo progressivamente após essa idade e diminui bastante após os 40 anos.

    Gostou de saber quanto custa manter os óvulos congelados? Para ficar por dentro de mais assuntos como esse continue no nosso blog!

    htt

    Para ler

    Em seguida