Idade do homem já está entre as causas de infertilidade

Texto publicado no Portal Brasil Post. 

Para a maioria das pessoas, a infertilidade segue sendo um problema feminino, mas o cenário atual é totalmente diferente. O tema ainda é um tabu entre os casais que buscam tratamento para engravidar, mas a infertilidade masculina já tem sido encarada com mais facilidade pela sociedade.

É muito comum recebermos um casal no consultório por conta da preocupação da mulher. A infertilidade feminina é bastante comentada, enquanto a dos homens é sempre deixada de lado.

Hoje, a infertilidade afeta entre 10% a 20% dos casais em idade reprodutiva. Em 20% dos casos a infertilidade é causada por homem e mulher, simultaneamente, em 20% a 30% a infertilidade é masculina e de 30 a 40% dos casos a causa de infertilidade está na mulher.

Portanto a idade do homem pode, sim, interferir nos índices de fertilidade. De acordo com o estudo apresentado no 1º Congresso Internacional Huntington de Reprodução Humana, pelo Dr. Andrea Garolla, da Universidade de Padova, na Itália, os problemas podem aparecer principalmente após os 50 anos.

A varicocele é a principal causa de infertilidade masculina, seguida da azoospermia e de problemas genéticos. Os responsáveis por isso são o alto nível de aneuploidias (material genético do espermatozoide alterado), a fragmentação do DNA, questões epigenéticas (fatores do ambiente que podem alterar quimicamente a função dos genes responsáveis pela produção de espermatozoides) e o encurtamento dos telômeros, que danificam diretamente a estrutura dos cromossomos, prejudicando a qualidade e a motilidade dos espermatozoides.

O espermograma, que é o principal exame da análise seminal, pode diagnosticar possíveis problemas relacionados à fertilidade, mas nem sempre refletem as alterações relacionadas à idade do futuro pai.

Os casais estão buscando uma gravidez tardia e isto, consequentemente interfere não somente na mulher, mas agora também comprovadamente nos homens. O estilo de vida que estes casais levam é o fator mais importante no retardo da gravidez. Os casais trabalham muito e possuem outras prioridades. Viagens, esportes e reuniões, por exemplo, são atribuições que se estabelecem na vida das pessoas e definem uma prioridade nem sempre consciente.

Para as mulheres o fator idade já não é mais mistério. Todas sabem, ou pelo menos já ouviram falar, que após os 35 anos as taxas de gravidez diminuem muito e, querendo ou não, elas começam uma corrida contra o tempo. Já para os homens, pouco se fala em congelar o sêmen para o futuro, por exemplo. A idéia de adiar a paternidade pode e deve fazer parte de um planejamento de vida.

Dra. Michele Panzan, médica especialista em reprodução assistida do Grupo Huntington.