infertilidade

Masculina

RECEBA NOSSOS PRÓXIMOS
CONTEÚDOS EXCLUSIVOS:

    o que é a infertilidade

    masculina?

    A infertilidade masculina corresponde à incapacidade do homem em produzir espermatozoides em quantidade ou qualidade suficiente para fecundar o óvulo e resultar na gravidez. A capacidade reprodutiva do homem pode ser influenciada por hábitos de vida como fumar, ingerir bebidas alcoólicas frequentemente, estar acima do peso ou fazer uso de substâncias ilícitas – o que diminui a produção e a qualidade dos espermatozoides.

    Entretanto, muitas vezes a infertilidade masculina pode ser decorrente de doenças como alterações na anatomia do sistema reprodutor, infecções, alterações hormonais ou genéticas, ou ser consequência da varicocele, que são varizes nos testículos. Todos estes fatores podem interferir diretamente na produção dos espermatozoides.

    Principais causas da infertilidade masculina:

    • AZOOSPERMIA – AUSÊNCIA DE ESPERMATOZOIDES NO SÊMEN
    • POUCA MOBILIDADE DOS ESPERMATOZOIDES OU ESPERMATOZOIDES ANORMAIS
    • VASECTOMIA
    • VARICOCELE
    • INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS (ISTs)
    • DISFUNÇÕES HORMONAIS

    Como ocorre o diagnóstico?

    A maior parte dos homens descobre sobre a infertilidade na tentativa de começar uma gravidez junto com suas parceiras.

    Porém, é muito importante que um médico seja procurado para compreender se você ou sua (seu) parceira (o) passam por algum problema relacionado a infertilidade.

    O mais aconselhável é buscar um médico para fazer exames de investigação. Caso seja detectado algo, quanto mais cedo for tratado, mais chances de solucionar!

    Exames para Diagnóstico de Infertilidade Masculina

    Exame básico da análise da Fertilidade Masculina, que avalia os espermatozoides e o líquido seminal. Com base no resultado, o médico terá melhores informações para conduzir o tratamento de infertilidade.

    Teste em que é mapeado a porcentagem de espermatozoides com alterações de DNA.

    Exame que avalia alterações nas taxas hormonais envolvidas na produção dos espermatozoides - como o LH, FSH e a testosterona.

    Em alguns casos deve ser feita a investigação de causas genéticas para a infertilidade masculina, principalmente nos casos mais graves. Os testes mais comuns são o cariótipo, pesquisa de microdeleção do cromossomo Y e a pesquisa de alterações nos genes da fibrose cística (CFTR).

    Exames de imagem complementares para auxiliar no diagnóstico do paciente podem ser solicitados, como a ultrassonografia testicular com Doppler colorido.

    Principais tratamentos para a infertilidade masculina:

    Vale ressaltar que os tratamentos para a infertilidade masculina variam de acordo com a situação clínica do paciente. A depender do caso, podem ser recomendados medicamentos, intervenção cirúrgica ou tratamentos de fertilidade para iniciar uma gravidez. Os principais tratamentos são:

    Baixe agora nosso e-book com o tema Infertilidade Masculina

    REVERSÃO DE
    VASECTOMIA

    A intervenção cirurgíca pode ser utilizada em alguns casos para reversão de vasectomia.

    Tratamento Hormonal

    Indicada quando a infertilidade masculina está relacionada a uma variação hormonal do paciente.

    Inseminação Intrauterina

    Tratamento de Reprodução Assistida, indicado em casos de fator masculinos leves.

    Fertilização In Vitro

    Indicada principalmente quando o casal possui dificuldade em engravidar naturalmente.

    Fertilização In Vitro ICSI

    Indicada quando o gameta masculino possui alguma variação em sua estrutura natural.

    FAQ: Infertilidade Masculina

    A varicocele é a principal causa da infertilidade masculina, sendo encontrada em 40% dos casos de infertilidade primária (casal sem filhos) e em até 80% dos quadros de infertilidade masculina secundária, em que o casal tem filhos, mas não consegue engravidar novamente. Trata-se da dilatação anormal das veias que fazem parte do cordão espermático, no testículo.

    O tratamento mais comum é a intervenção cirúrgica. Nos casos em que não há indicação cirúrgica, o casal pode recorrer à fertilização in vitro (FIV).

    Existem muitas situações clínicas que podem causar a infertilidade masculina. É muito importante consultar com o médico, realizar exames e fazer uma avaliação sobre os hábitos de vida, que também influem na fertilidade.

    Entre as causas ainda não citadas, podemos destacar a ausência de espermatozoides na ejaculação (azoospermia); baixa produção de espermatozoides (oligozoospermia); alterações na forma e na mobilidade dos espermatozoides; doenças como o câncer (a radioterapia e a quimioterapia podem afetar o aparelho reprodutor); obesidade e diabetes; doenças neurológicas; disfunções sexuais; uso de drogas anabolizantes esteroides ou de certos tipos de medicação, como alguns diuréticos e hipotensores. Tabagismo, torção de testículo, criptorquidia (quando o testículo nasce fora da bolsa), infecção de testículo por caxumba e DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) também podem levar o homem à infertilidade.

    A resposta é sim.

    A infertilidade masculina pode ser atribuída a causas pouco aparentes. Fatores como causas prováveis da infertilidade masculina são: sobrepeso e obesidade, má qualidade de hábitos alimentares e o estresse.

    Embora continue produzindo espermatozóides, o avanço da idade tem uma certa influência na fertilidade masculina. Isso porque a partir dos 40 anos de idade, os níveis de testosterona no organismo começam a diminuir em média 1% por ano.

    Além disso, apesar da produção diária de espermatozóides permanecer constante, a motilidade espermática cai em média 7% por ano, o que provoca uma diminuição no volume de ejaculação, comprometendo a fertilidade.

    Para a grande maioria existe sim uma alternativa para reverter a infertilidade masculina. São diversos tratamentos que podem ser aplicados, a depender da situação do paciente.

    Em todo caso, procure sempre um médico para a avaliação da situação e para receber um prognóstico a respeito da possibilidade de tratamento.

    Dúvidas sobre infertilidade masculina?

    FOCO NA

    FERTILIDADE

    Materiais educativos sobre infertilidade masculina